Aposentadoria Plena

BIBLIOTECA
HOME | BIBLIOTECA

Biblioteca

Livros

Programas de Educação para Aposentadoria: Como Planejar, Implementar e Avaliar

Organizadoras: Sheila Giardini Murta, Cristineide Leandro-França e Juliana Seidl
Ano: 2014
Publicado por: Sinopsys Editora

Esta obra é destinada a estudantes, profissionais e pesquisadores que investigam ou trabalham com o tema Preparação/Educação para Aposentadoria. O livro apresenta os fundamentos conceituais das políticas públicas sobre educação para aposentadoria e envelhecimento ativo; descreve teorias e modelos que fundamentam os programas; relata os fatores de risco e de proteção à qualidade de vida na aposentadoria; descreve características do processo grupal e manejo de grupos psicoeducativos; evidencia diferentes estratégias e formatos de intervenção que podem compor programas de educação para aposentadoria; apresenta os temas norteadores de programas em educação para aposentadoria, tais como: identidade, saúde, funções cognitivas, redes sociais, família, espiritualidade, lazer e projeto de vida. Por fim, a obra destaca a pesquisa em programas de educação para aposentadoria: estudos de avaliação de necessidades, desenvolvimento de programas, eficácia, efetividade e disseminação.

Compre aqui

Prevenção e Promoção em Saúde Mental: Fundamentos, Planejamento e Estratégias de Intervenção

Organizadoras: Sheila Giardini Murta, Cristineide Leandro-França, Karine Brito dos Santos e Larissa Polejack Ano: 2015
Publicado por: Sinopsys Editora

Trata-se de uma obra inédita no país que contribui para suprir a lacuna existente na área e fomentar reflexões e novos fazeres relativos à prevenção e promoção em saúde mental. No capítulo 41, Leandro-França e coautoras apontam as diferenças de gênero no que se refere ao envelhecimento e ao planejamento para aposentadoria, apresentam os determinantes de uma aposentadoria bem-sucedida para o púbico masculino e descrevem resultados de uma intervenção de planejamento para aposentadoria em grupo de homens de meia idade. Este livro é uma fonte de conhecimento, teórico e prático, útil a estudantes e profissionais de várias áreas que lidam com saúde mental e seus determinantes e favorece a consolidação ou a inovação em formas de conceber, desenvolver, implementar, avaliar e difundir iniciativas para prevenção e promoção em saúde mental no Brasil embasadas em evidências.

Compre aqui

Preparação para Aposentadoria: Conceitos e Práticas

Organizadoras: Tanise Amália Pazzim e Débora Staub Cano Suarez de Puga
Ano: 2016
Publicado por: CRV

Este livro é fruto da experiência de profissionais que, no seu dia a dia, desenvolvem ações como educadores/docentes, pesquisadores em programas de preparação para aposentadoria (PPA) em órgãos públicos. Com a intenção de contemplar o conhecimento teórico aliado à experiência prática, o conteúdo foi organizado em três partes: I) Aposentadoria e seus desdobramentos: aspectos conceituais; II) A vivência da aposentadoria: experiências de PPAs nas organizações públicas; III) Ferramentas práticas: recursos que podem ser utilizados em PPAs. São 19 capítulos, destes, 9 são teóricos, 6 são relatos de experiências de PPA em diferentes órgãos públicos e 4 trazem sugestões de ferramentas.

O Que Vamos Fazer Depois do Trabalho? Reflexões sobre a Preparação para a Aposentadoria

Organizadores: José Luiz Riani Costa, Amarilis Muscari Riani Costa e Gilson Fuzaro Junior
Ano: 2016
Publicado por: Cultura Acadêmica

O livro “O que vamos fazer depois do trabalho?” divulga a experiência acumulada por docentes, servidores técnico-administrativos e pós-graduandos da Unesp, campus de Rio Claro, trazendo importantes reflexões sobre a preparação para aposentadoria. Aborda diversos aspectos relacionados ao papel da atividade física no bem-estar na aposentadoria, da alimentação e nutrição, na perspectiva de um estilo de vida saudável. Também discute o acesso às novas tecnologias, a convivência com animais de estimação, o cinema como uma alternativa de entretenimento e de educação não formal e a relação com o meio ambiente.


Adeus, Aposentadoria

Autor: Gustavo Cerbasi
Ano: 2014
Publicado por: Sextante

Reunindo pesquisas e reflexões sobre casos de fracasso e de sucesso, este livro propõe uma nova forma de lidar com o dinheiro e oferece conselhos atualizados sobre a melhor maneira de se educar, de investir, de empreender, de gerenciar a carreira e de colher os frutos de tantos anos de trabalho. No livro, Gustavo Cerbasi apresenta uma proposta para administrar suas finanças. Além disso, faz uma análise das modalidades existentes de aposentadoria e aponta suas principais falhas. Sua proposta vem sendo testada inclusive entre pessoas que já chegaram à aposentadoria e que tiveram que lidar com os resultados limitados de um planejamento mal-sucedido. É uma proposta prática e acessível a qualquer um que esteja disposto a planejar sua vida financeira e aposentadoria, com antecedência.

Propostas Multidisciplinares para o Bem-Estar na Aposentadoria

Organizadoras: Lucia França e Daisy Stepansky
Ano: 2012
Publicado por: Quartet

A leitura deste livro atesta de maneira inequívoca que a preocupação com o bem-estar da população idosa em vias de se aposentar é o que une e motiva conceituados profissionais e pesquisadores de diversas áreas do conhecimento. Os conteúdos estão relacionados às questões mais afetas à saúde, aos aspectos psicológicos, sociais, econômicos, políticos e sociológicos, focados no bem-estar daqueles que ingressam na aposentadoria. É uma fonte de consulta relevante para profissionais da área de recursos humanos, gerontologia, saúde, qualidade de vida e seguridades das organizações públicas e privadas que precisam estabelecer estratégias que contemplem a produtividades, o equilíbrio trabalho-vida, a satisfação e a retenção dos trabalhadores mais velhos nas organizações, e os programas de preparação para aposentadoria.

AposentAÇÃO

Organizadores: Dulce Helena Penna Soares e Aline Bogoni Costa
Ano: 2011
Publicado por: Vetor

Aposentar-se pode ser muito mais difícil do que escolher uma profissão ou ingressar no primeiro emprego. Significa afastar-se ou despedir-se de algumas expectativas e possibilidades, realizadas ou não. O Programa Aposent-Ação - Aposentadoria para a ação, e não para a estagnação - apresenta uma orientação psicológica enquanto facilitadora da reflexão e da elaboração de novos projetos, novas possibilidades de ações para um futuro mais feliz. As autoras compartilham sua experiência com grupos de orientação para a aposentadoria de forma prática, trazendo reflexões de participantes e vivências, bem como as técnicas e o planejamento dos encontros. É indicado para os estudantes e profissionais que atuam ou estudam o tema aposentadoria, nas empresas públicas e privadas, nas Universidades, bem como, para as pessoas que vivem hoje a sua aposentadoria.


Desaposentado Melhor Agora

Autor: Armelino Girardi
Ano: 2011
Publicado por: Clube dos Desaposentados

Existe vida depois da aposentadoria. Esta é a mensagem que fica para quem lê este inusitado e instigante livro. Numa grande e criativa sacada, Armelino Girardi propositadamente aplica o prefixo “des” antes do termo aposentadoria, de modo a construir o termo “desaposentadoria”.


Orientação para aposentadoria nas organizações de trabalho

Organizadores: José Carlos Zanelli, Narbal Silva e Dulce Helena Penna Soares
Ano: 2010
Publicado por: Artmed

O livro traz conceitos em base teórico-metodológica coerentes com a prática; planejamento e implantação de programas de orientação para aposentadoria; procedimentos e técnicas que podem ser aplicadas de modo a auxiliar as pessoas no processo de transição para aposentadoria; meios para a construção de projetos de vida como uma intervenção integrada para o pós-carreira.

publicações

Leandro-França, C., & Murta, S. G. (2018). Evidências de eficácia de programas de educação para aposentadoria: um estudo experimental. Psicologia: Teoria e Pesquisa (Artigo aceito para publicação).

Leandro-França, C., Murta, S. G., & Iglesias, F. (2018). Futuro e aposentadoria: evidências de validade para uma medida de perspectiva temporal. Psicologia: Organizações e Trabalho (Artigo aceito para publicação).

Leandro-França, C., Murta, S. G, Hershey, D., & Martins, L. (2016). Evaluation of retirement planning programs: A qualitative analysis of methodologies and efficacy. Educational Gerontology, 42, 497-512.

Leandro-França, C., Van Solinge, H., Henkens, K., & Murta, S. (2016). Effects of three types of retirement preparation program: A qualitative study of civil servants in Brazil. Educational Gerontology, 42, 388-400.

França, L. H. & Seidl, J. (2016). Resenha: Manual da Oxford sobre aposentadoria. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 16, 308-310.

Leandro-França, C., Seidl, J., &  Murta, S. G. (2015). Intervenção breve como estratégia de planejamento para aposentadoria: transformando intenções em ações. Psicologia em Estudo, 20, 543-553.

Leandro-França, C,  Murta, S. G., & Iglesias, F. (2014). Planejamento da aposentadoria: uma escala de mudança de comportamento. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 15, 75-84.

Leandro-França, C., &  Murta., S. (2014). Prevenção e promoção da saúde mental no envelhecimento: conceitos e intervenções. Psicologia: Ciência e Profissão, 34, 318-329.

Leandro-França, C., Villa, M., & Murta, S. G. (2014). Efeitos de uma intervenção breve no planejamento para aposentadoria. Psicologia: Organizações e Trabalho, 114, 257-270.

Leandro-França, C., & Murta, S. G. (2014). Fatores de risco e de proteção na adaptação à aposentadoria. Psicologia Argumento, 32, 33-43.

Murta, S. G.., Abreu, S., Leandro-França, C., Pedralho, M., Seidl, J., Lira, N. P. M., … Gunther, I. A. (2014). Preparação para a aposentadoria: Implantação e avaliação do programa viva mais! Psicologia: Reflexão e Crítica, 27, 1-9.

França, C., Murta, S., Negreiros J. L., Pedralho, M., & Carvalhedo, R. K (2013). Intervenção breve na preparação para aposentadoria. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 14, 99-110.

França, C., Matta, K., & Alves, E. (2012). Psicologia e educação a distância: uma revisão bibliográfica. Psicologia: Ciência e Profissão, 32, 04-15.

França, C.,  Biaggini, M., Mudesto, A., & Alves, E. (2012). Contribuições da psicologia e da nutrição para a mudança do comportamento alimentar. Estudos de Psicologia (UFRN), 17, 337-345.

Seidl, J., & Ferreira, M. C. (2009). Mal-estar no trabalho: Análise da cultura organizacional de um contexto bancário brasileiro. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 25, 245-254.

Puentes-Palacios, K., Seidl, J., & Silva, R. (2008). Ser ou parecer diferente: o papel da diversidade na satisfação de equipes de trabalho. Psicologia: Organizações e Trabalho, 8, 79-97.

 

Seidl, J. (2017). Caminhos para promoção do envelhecimento ativo e da aposentadoria bem-sucedida no Brasil: A perspectiva da Psicologia Social e do Trabalho. In F. Giorgi; L. Madureira; T. Agustinho & A. A. Lopes (Orgs.), O golpe de 2016 e a reforma da previdência – narrativas de resistência (pp. 247-254). São Paulo: PRAXIS.

França, L. H., Rosinha, A., Mafra, S., & Seidl, J. (2017). Aging in Brazil and Portugal and its impact on the organizational context. In E. Neiva, C. Torres, & H. Mendonça. (Eds.), Organizational psychology and evidence-based management (pp. 81-101). Zug, Switzerland: Springer International Publishing,

Leandro-França, C., Barletta, J., Murta, S. & Tavares, T. (2015) Intervenções breves aplicadas à prevenção e promoção em saúde mental. In S. Murta, C. Leandro-França, K. Santos, & L. Polejack (Eds.), Prevenção e promoção em saúde mental: fundamentos, planejamento e estratégias de intervenção (pp. 341-368). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Leandro-França, C., Santos, J., & Pedralho, M. (2015). Planejamento para aposentadoria: relato de intervenção em um grupo de homens de meia idade. In S. Murta, C. Leandro-França, K. Santos & L. Polejack (Eds.), Prevenção e promoção em saúde mental: fundamentos, planejamento e estratégias de intervenção (pp. 821-842). Novo Hamburgo: Sinopys.

Murta, S. G., Leissa, K., & Leandro-França, C. (2015). Usando o computador como estratégia para educação em saúde na adolescência: das intervenções via internet às intervenções personalizadas via internet. In M. I. Gandolfo, M. I. Tafuri, & D. Chatelard (Eds.), Psicologia Clínica e Cultura 2 (pp. 325-346). Brasília: Technopolitik.

Leandro-França, C. (2014). Prevenção e promoção da saúde mental, políticas públicas sobre envelhecimento ativo e educação para aposentadoria. In S. Murta, C. Leandro-França, & J. Seidl (Eds.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp. 22-36). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Leandro-França, C. (2014). Aposentadoria: crise ou liberdade? In S. Murta, C. Leandro-França, & J. Seidl, (Eds.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp 54-67), Novo Hamburgo: Sinopsys.

Murta, S. G., Leandro-França, C. & Barbosa, L. (2014). Pesquisa em avaliação de programas de educação para aposentadoria. In S. Murta, C. Leandro-França & J. Seidl (Eds.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp. 288-316). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Seidl, J.,  Leandro-França, C., & Murta, S. (2014). Formatos de programas de educação para aposentadoria. In S. Murta, C. Leandro-França, & J. Seidl (Eds.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp. 84-113). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Seidl, J. (2014). (Re)descobrindo o lazer na aposentadoria. In S. Murta, C. Leandro-França & J. Seidl (Eds.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp. 227-250). Novo Hamburgo: Sinopsys

Seidl, J., & Gandolfo, M. I. (2014). Identidade, valores e novas perspectivas profissionais. In S. Murta, C. Leandro-França & J. Seidl (Orgs.), Programas de educação para aposentadoria: como planejar, implementar e avaliar (pp. 134-152). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Decreto N° 37.944, de 05 deJaneiro de 2017 Institui o Programa de Orientação para Aposentadoria no âmbito da administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal.

Conselho Superior da Justiça do Trabalho – CSJT (2013). Resolução n. 132/CSJT, de 6 de dezembro de 2013. Regulamenta o Programa de Preparação para a Aposentadoria (PPA) de magistrados e servidores no âmbito da Justiça do Trabalho de primeiro e segundo graus.

Ministério do Planejamento (2013). Portaria Normativa Nº 3, de 25 de Março de 2013. Institui as diretrizes gerais de promoção da saúde do servidor público federal, que visam orientar os órgãos e entidades do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal – SIPEC.

Tribunal Regional do Trabalho – 10ª Região (2013). Portaria da Presidência no 03, de 13 de março de 2013. Dispõe sobre a instituição do Programa “Saber Viver” de Preparação para a Pré e Pós Aposentadoria.

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social (2012). Resolução nº 180 de 24 de Fevereiro de 2012. Estabelece diretrizes para os projetos e ações de Educação para Aposentadoria no INSS.

Ministério do Planejamento (2010). Portaria Normativa Nº 1.261, de 13 de Janeiro de 2010. Institui os Princípios, Diretrizes e Ações em Saúde Mental que visam orientar os órgãos e entidades do Sistema de Pessoal Civil – SIPEC da Administração Pública Federal sobre a saúde mental dos servidores.  

Ministério do Planejamento (2009). Institui o Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor Público Federal – SIASS e o e o Comitê Gestor de Atenção à Saúde do Servidor.  (Decreto Nº 6833 de 29 de Abril de 2009)

Ministério da Saúde (2006). Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, Portaria Nº 2.52, de 19 de Outubro de 2006.

Envelhecimento ativo: uma Política de Saúde (2005)

Estatuto do Idoso (Lei No 10.741, de 1º de Outubro de 2003)

Plano de Ação Internacional para o Envelhecimento – PIAE (2003)

Política Nacional do Idoso (Lei Nº 8.842, de 4 de Janeiro de 1994)

 

Leandro-França, C. (2016). Efeito de programas de prepação para aposentadoria: um estudo experimental. Tese de Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Barbosa, L. (2016). Do estado da arte ao desenvolvimento de uma intervenção para educação para a aposentadoria. Tese de Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Nunes, C. (2015). Programa de preparação de planos de vida para a aposentadoria: avaliação de necessidades, processo e efeitos. Tese de Doutorado em Psicologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP.

Borges, L M. (2011). Efeitos de intervenção psicoeducativa voltada para o autocuidado de homens idosos. Tese de Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Neto, A. (2010). Da vida laboral à reforma: expectativas de ocupação. Tese de Doutorado em Educação, Universidade Portucalense Infante D. Henrique, Porto, Portugal.

Dissertações sobre Aposentadoria e Envelhecimento

Rocha, I. C. (2017). Programas de preparação para aposentadoria: um estudo comparativo da Ford Motor Company. Dissertação de Mestrado Profissional em Administração, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado, FECAP, São Paulo, SP.

Amaral, L. (2016). Representação social do trabalho docente e da aposentadoria para professores de duas universidades federais. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN.

Santos, N. (2016). Permanência de idosos no trabalho: fatores estruturais e psicossociais. Dissertação de Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Amorim, S. (2015). Preditores da felicidade em aposentados do meio urbano e rural.  Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Salgado de Oliveira, Niterói, RJ.

Rafalski, J. C. (2015). O processo pré-transição para a aposentadoria: desenvolvimento de escalas psicométricas e correlatos psicossociais. Dissertação de Mestrado em Psicologia. Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ES.

Martins, M. (2015). Bem-estar psicológico de bancários aposentados: a relação com a rede de apoio e o planejamento para a aposentadoria. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS.

Antunes, M. H. (2014). Entre “o mito do pijama” e o “projeto de ser feliz”: as repercussões da aposentadoria na dinâmica relacional familiar na perspectiva do casal. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Macêdo, L. (2014). Adiamento da aposentadoria e o significado do trabalho para servidores de uma universidade federal. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal do rio Grande do Norte, Natal, RN.

Nalin, C. (2013). A importância da resiliência para o bem-estar na aposentadoria. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Salgado de Oliveira. Niterói, RJ.

França,C. (2012). Modelo de uma intervenção breve para planejamento da aposentadoria: desenvolvimento e avaliação. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Romani, P. (2012). Percepções de gestores sobre atividades de orientação para aposentadoria. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Menezes, G. (2011). Aposentar ou continuar trabalhando? Fatores relevantes na decisão da aposentadoria por Servidores Públicos Federais. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Salgado de Oliveira, Niterói, RJ.

Lima, M. (2010). Aposentadoria e tempo livre: um estudo com policiais federais. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

Seidl, J. (2010). Asking about retirement before retiring. Master thesis, European Master on Work, Organizational and Personnel Psychology. Universidade de Coimbra, Portugal.